Buscar
  • atendimento27626

Coronavírus aumenta os riscos de infarto e trombose

Atualizado: Mai 18

O coronavírus (covid-19) tem mobilizado o cuidado e a prevenção de todas as pessoas, a fim de evitar que a pandemia atinja números maiores e prejudique ainda mais as vidas dos habitantes do planeta.


O grupo de indivíduos que possuem doenças cardiovasculares ou fatores de risco relacionadas às mesmas, como aqueles que já sofreram infarto ou que possuem hipertensão, diabetes, devem redobrar quanto à prevenção do vírus.

Segundo o cardiologista Dr. Roberto Kalil, o coronavírus aumenta o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares e também eleva o risco de mortalidade em pessoas que possuem essas patologias ou sofrem com os fatores de risco.


O doutor afirma, ainda, que o vírus agride diretamente ao músculo do coração, levando, assim, ao enfraquecimento do músculo do coração e causando a miocardite, que pode evoluir para quadro grave.


A covid-19 também provoca um processo inflamatório e leva à formação de coágulos nos vasos do coração, ampliando os riscos de infarto. Além disso, os coágulos provocados pelo vírus também agridem indiretamente e tem relação com o aumento de trombose nos vasos sanguíneos.


Estudos realizados na China indicam que pelo menos 7% das vítimas do coronavírus tiveram complicações cardíacas advindas da doença.


Dessa maneira, quem tem algum tipo de doença cardiovascular ou possui os fatores de risco, devem estar atentos às medidas de prevenção recomendadas pelos autoridades da saúde, como:


- Evitar sair de casa; lavar as mãos com água e sabão ou álcool-gel; usar máscara se precisar sair; não suspender as medicações sem orientação médica.


É essencial também continuar com o acompanhamento médico regular, pois estudos mostram que houve aumento de mortes súbitas em casa, já que diversas pessoas estão deixando de fazer acompanhamento médico de maneira adequada, e não estão se instruindo com os profissionais sobre a suspensão do uso de medicamentos.

1 visualização