Buscar

Como a saúde do coração está ligada ao celular

Como a saúde do coração está ligada ao uso do celular


Nos dias atuais, o celular se tornou um acessório essencial em nossas vidas, seja para ajudar na rotina em casa, seja para auxiliar no trabalho. Entretanto, o uso celular deve ser equilibrado, pois mexer excessivamente no aparelho pode acarretar problemas à saúde e até gerar riscos para o coração.


De acordo com a American Heart Association, o tempo excessivo de uso do celular está relacionado a diferentes problemas da saúde, como obesidade, ansiedade, insônia, problemas de postura, entre outros.

Sobrepeso e obesidade


O uso excessivo do celular contribui para o ganho de peso e pode acarretar em sobrepeso e em casos mais graves até em obesidade. Isso porque, segundo pesquisadores da Universidade Símon Bolívar, da Colômbia, indivíduos que passam cinco ou mais horas diariamente no celular sofrem com um risco 43% maior de se tornarem obesos.


O fato é que mexer no smartphone por longos períodos e em uma mesma posição contribui para o sedentarismo, pois essas pessoas possuem menos chances de fazer exercícios físicos com frequência. Esse cenário pode ser comparado à época de popularidade da televisão, quando os indivíduos e crianças, por exemplo, também passavam mais horas em frente à TV em vez de brincar, fazer atividades físicas, etc.


A obesidade é um dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares e devido a isso, o uso excessivo do celular pode prejudicar o coração.


Prejuízos à postura


As dores e problemas na coluna são recorrentes entre grande parte da população mundial, e esses problemas são consequência de posturas erradas. Quando uma pessoa está mexendo no celular, comumente fica com a cabeça inclinada para baixo. Isso faz com que os músculos que sustentam a cabeça fiquem sobrecarregados. Esse movimento, quando se torna frequente, no caso das pessoas que mexem excessivamente no celular, geram dores no pescoço, na nuca, na cabeça e até na hérnia de disco.


Risco para doenças psicológicas


Passar muitas horas mexendo no celular pode ser um caminho para levar à dependência de usar smartphone. Sendo assim, caso a pessoa sofra com essa dependência, ficar longe do celular pode gerar estresse, ansiedade e depressão, todos esses fatores que representam riscos para o desenvolvimento de doenças do coração.


Por isso, é muito importante equilibrar o uso do smartphone no seu dia a dia, para evitar vícios e outros prejuízos à sua saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o período de uso do aparelho seja de 150 minutos por semana. Para te ajudar a equilibrar o uso, busque por outras atividades, como brincar, ler livros, assistir filmes, cultivar boas conversas, enfim, basta ter criatividade e evitar excessos.


Fontes:

CCR

Instituto Pensi