Buscar

Chocolate: aliado ou inimigo?

A páscoa está chegando e a época é marcada por muitas pessoas procurando os populares ovos e outros produtos à base de chocolate para se deliciarem e presentearem pessoas queridas.


Mas afinal, além de encantar pelo sabor, será que o chocolate faz bem para a saúde? E para o coração?

Estudos realizados pela Associação de Cardiologia dos Estados Unidos mostram que o chocolate ajuda a diminuir os riscos de ataque cardíaco e também reduz a tendência de aderência nas plaquetas na parede das artérias e, assim, auxilia na prevenção da obstrução dos vasos sanguíneos. Outras pesquisas realizadas indicam que doces que têm sua base feita de cacau podem ajudar na redução da pressão arterial e do colesterol, prevenindo o diabetes e contribuindo para o bom funcionamento dos vasos sanguíneos.


Um outro realizado pela Universidade de Harvard, publicado na revista HEART, mostra que o consumo de uma ou mais porções de chocolate amargo diariamente é capaz de reduzir em 16% o risco de fibrilação arterial, o tipo mais comum de arritmia cardíaca.


Além disso, o cacau também é rio em polifenóis, substâncias que possuem efeitos antioxidantes na prevenção de radicais livre, o que leva à diminuição de riscos de doenças do coração e de câncer.


Os benefícios não se reduzem à saúde do coração. Isso porque o chocolate contribui para a produção de serotonina, hormônio relacionado à regulação do sono e à melhora do humor, que provoca a sensação de bem-estar.


Mas atenção, como tudo merece equilíbrio, o consumo de chocolate também deve ser feito com consciência. Os benefícios do chocolate só podem ser aproveitados quando consumido em pequenas quantidades, afinal, ele possui gordura saturada e açúcar, substâncias que, em excesso, causam prejuízos à saúde.


Por isso, nessa Páscoa, delicie-se com consciência e de maneira saudável.


Fontes:

Bem estar

Ciclo Vivo

Uol