Buscar

Ameaças invisíveis para o coração

Em nossa rotina. devemos tomar cuidados básicos para manter o nosso coação bem.

Manter uma alimentação balanceada, não fumar e praticar exercícios já auxilia no controle de fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como a hipertensão, colesterol alto, diabetes, sedentarismo e dieta com muito sal.


Além dessas ameaças mais tradicionais, existem algumas ocultar que também devemos nos atentar. Conheça algumas delas no post.


Poluição sonora


Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Suíço de Saúde Pública e Tropical, que analisou informações de 4,4 milhões de adultos, a poluição sonora, ou seja, os barulhos emitidos por sirenes, fábricas, construções, aviões, trânsito, etc., está relacionado a uma mortalidade maior por infarto. Isso porque a exposição excessiva a tais sons gera estresse crônico, que, por sua vez, aumenta a pressão arterial


Uma maneira de prevenir, caso você more em regiões mais barulhentos, é investir em janelas e portas que diminuem os ruídos.


Sujeira pelo ar


No dia a dia, muitas partículas tóxicas presentes no ar que respiramos entram no organismo e vão para o sangue, onde causam prejuízos à saúde. Para se ter uma ideia, mais de 40% das mortes por doença cardiovascular têm como uma de suas causas o ar poluído.


A melhor maneira de se prevenir é buscando hábitos mais sustentáveis, inspirando assim à outras pessoas. Uma boa alternativa é sair mais de bicicleta ou de transporte público.


Falta de higiene bucal


A falta ou má higiene bucal pode ter consequências ruins para todo o corpo, já que as bactérias que se acumulam na boca se espalham através da corrente sanguínea.



Pesquisadores a Universidade de Seu, na Coreia do Sul, descobriram que escovar os dentes uma vez a dia já reduz os riscos de infarto e AVC em 9%. Além disso, que uma consulta com o dentista a cada 12 meses está relacionada a uma redução de 14% nesses problemas.

Por isso, o melhor a se fazer é ter muita atenção á saúde bucal. Busque escovar os dentes e usar o fio dental após as refeições e visite o dentista a cada seis meses para fazer uma limpeza profissional.


Noites mal dormidas


Uma noite bem dormida, ou, seja, com um sono de 6 a 8 horas, é muito importante para a saúde.


Quem sofre com a insônia e tem recorrência de noites sem dormir, pode ter complicações mais séries em outras áreas. Isso por que a falta de descanso tem relação estreita com o estresse e a ansiedade. Esses dois fatores causam danos aos vasos sanguíneos e ao músculo cardíaco.


Pessoas que dormem menos de 5 horas por noite, por exemplo, sofrem com um risco 520% maior de desenvolverem hipertensão.


A melhor forma de solucionar esse procurar um médico, ele vai te ajudar com métodos recomendados para tratamento de insônia.


Depressão


A depressão, além de causar danos psicológicos ao indivíduo que sofre com essa patologia, também aumenta fatores inflamatórios, altera a microbiota intestinal e tem relação com a falta de cuidados e hábitos não saudáveis, como o consumo de alimentos prejudiciais à saúde e de álcool e drogas.


Além disso, estudos mostram pessoas com depressão apresentam níveis mais elevados de cortisol, o hormônio do estresse que, quando presente em excesso, prejudica os tubos sanguíneos.


Uma pesquisa brasileira mostra que 20% dos pacientes que precisavam de cirurgias cardíacas possuíam depressão. Caso você sofra com a doença, procure um psicólogo ou psiquiatra o mais rápido possível.


Irá contribuir para sua saúde mental e física.


Solidão


A solidão também é um fator de preocupação para a saúde do ser humano. Quando você se isola, evitando contato com outros seres humanos, propicia a contrair ansiedade, depressão, distúrbios do sono e ouros perigos que afetam o bem-estar do seu coração.


Por isso, busque estar sempre próximo de seus amigos e familiares, procure grupos de apoio e faça cursos e trabalhos que goste.