Buscar
  • fabulare09

Verdades e mitos sobre a asma


A asma é uma doença caracterizada pelo estreitamento dos pequenos canais de ar que existem nos pulmões, denominados bronquíolos. Quando essa diminuição ocorre, a passagem do ar é dificultada, e acontecem crises que dificultam a respiração.

Ela ocorre devido à alterações genéticas - como histórico familiar e sobrepeso - e fatores ambientais e biológicos - tais como a exposição à poeira, a ácaros e fungos e às variações climáticas.

Essa patologia pode atingir o ser humano em qualquer idade, entretanto, geralmente ela é identificada logo na infância.

Os principais sintomas são:

- Tosse seca

- Dificuldade para respirar

- Opressão do peito

- Falta de ar

Apesar de não ter cura, quando a asma é tratada adequadamente, os sintomas podem melhorar e até mesmo desaparecer com o passar do tempo. É imprescindível, portanto, que o paciente asmático sempre busque acompanhamento médico, realizando consultas periódicas e tratamentos para ter uma qualidade de vida melhor.

Além do acompanhamento médico, é necessário adotar métodos de prevenção. Um deles é manter travesseiros, estofados, camas, carpetes, estantes de livros e cortinas, todos acumuladores de ácaros, sempre limpos. Dessa maneira, evita-se que os asmáticos tenham crises constantes.

Neste dia 21 de junho, é comemorado o Dia Mundial de controle da Asma. A data lembra que devemos nos conscientizar sobre a gravidade da doença e que toda informação é importante.

Veja alguns mitos e verdade sobre a asma para estar sempre preparado(a):

. A asma é mais comum em meninos – Verdade

Até os 10 anos de idade, crianças do sexo masculino têm mais chances de serem diagnosticadas com asma por terem vias aéreas mais estreitas. Mas a doença acomete ambos os gêneros. . Asma e obesidade podem estar diretamente relacionadas – Verdade

O excesso de gordura no corpo leva a altos níveis de leptina e citocina inflamatórias, que estão ligadas ao surgimento da asma. Além disso, a obesidade altera propriedades mecânicas do sistema respiratório.

. A “bombinha” de asma vicia – Mito

O broncodilatador de curta ação ou medicação de resgate alivia momentaneamente a falta de ar quando inalado. O que acontece, muitas vezes é que o paciente não trata a asma de maneira contínua – o que não é o correto – e necessita das bombinhas com maior frequência, mas isso nada tem a ver com “vício”.

. A “bombinha” faz mal para o coração – Mito

Quando surgiram os primeiros remédios broncodilatadores para asma, eram substâncias que tinham como efeito colateral a aceleração do coração (taquicardia). Com as novas e melhores drogas e dispositivos, esse efeito foi desaparecendo.

. Asma em adultos pode estar relacionada à insônia – Verdade

Segundo pesquisa recente da Universidade de Pittsburgh, as crises de asma são mais frequentes em pacientes que têm problemas para dormir. Além disso, pessoas que apresentam as duas doenças costumam ter mais depressão e sintomas de ansiedade.

Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia


10 visualizações